SEMPRE

Procuro os lugares Onde, esqueço de propósito dos lugares Quando. O sentido do meu relógio avariado já não é o mesmo dos movimentos: já vi o tempo parar num boteco, quase dava pra segurar no ar; pairou quieto em cima da mesa como se fosse uma mosca varejeira zumbindo de mim.

+

+