ALL THE OTHER KIDS

“Ainda não tinha aprendido a deixar o jogo para os jogadores. Ficava lá dentro, confiando em que me enxergavam trajada com o uniforme de pelo menos um dos times em campo. Mas passavam por cima de mim feito uma turba muar. Eu levantava a cabeça e me enxergava pairando acima do meu corpo, enxergava o detalhe disney de um X desenhado numa das minhas bochechas e passarinhos rodeando minha cabeça, fazendo as vezes da dor, como nos desenhos animados velhos. Então descia novamente ao chão, ao corpo, de onde infelizmente nunca havia saído, e percebia que não havia times; cada um jogava por si.” – Giannetti (do Bunker)

+

+