NADA DE NOVO NO FRONT

o que a gente vê hoje é o que se costuma dar título no jornal de “tragédia anunciada”.

taí há muito tempo. bato nessa tecla faz muito tempo. faz muito tempo que perdi paciência com papinho de “acontecimentos isolados”. ISOLADOS? troço é um lastro crescente.

p.s.: lembrando que, em quatro anos de coluna na Folha, escrevi mais sobre belezura do que caos. não me venham com os pedregulhos de “numa-nice” na mão acusando de alarmismo.

Numa nice até o próximo pipoco
Cecilia Giannetti
Folha de S. Paulo 22 de setembro de 2009

O risco está aqui. Vocês e sua impotência e fragilidade diante dele podem contar com isso. É frequente, pode-se desenhar uma constante com as ocorrências – e, por mais cansativo que pareça o comentário sobre a violência no Rio de Janeiro, é necessário tentar juntar lé com cré, crime após crime, para que não passem como fatos isolados, manchetes sem qualquer relação umas com as outras. Ou com as vidas que ainda não cruzaram, por acaso, com arrastões, sequestros e tiroteios que sucedem um após o outro, dia sim, dia não; às vezes dia sim e no dia seguinte também.

Em 16 de setembro, uma tentativa de arrastão no Túnel Zuzu Angel – que terminou com “apenas” um assalto – despertou o lado numa-nice daqueles cariocas que nunca foram vítimas de ataques dos mais comuns, nem jamais levaram um pipoco, nem perderam alguém que já levou. Conheço poucos, mas alguns sortudos ainda existem; e quando surge uma sombra de dúvida sobre qualquer sinal da falta de segurança em que sobrevivemos, debatem o assunto como se este fosse ainda o Rio de 1950; um Rio dourado, porém repleto de estraga-prazeres noiados. Para eles, o terror no túnel não passa de um episódio de paranoia coletiva, provocado pelo ruído dos canos de descarga de motocicletas. Não foi nada, não, os numa-nice sorriem: coisa da mídia. “Pra quê abandonar os carros e sair correndo? Por conta de uns estouros no escuro? Medo de tiro? Que gente estressada.”

São esses os numa-nice. Alcunha baseada em gíria tão ultrapassada quanto seu pensamento sossegadão.

Panos quentes foram colocados sobre o assunto – com a ajuda da polícia, de acordo com sites que debatem constantemente essas ocorrências, além de blogs de repórteres especializados em criminalidade e mesmo de policiais. Mas o ataque ao Zuzu Angel não foi cosplay de violência. A delegacia da Barra da Tijuca teria ao menos um registro que o demonstra: quatro bandidos, em duas motos, e um motociclista vítima de roubo, no Túnel Zuzu Angel, às 21h. Registro baseado em efeitos especiais holográficos? Os numa-nice crêem que sim. Vamos à praia, pois.

Na mesma semana um técnico judiciário foi morto com um tiro em Ipanema, depois que dois homens tentaram roubar sua moto. O crime ocorreu a poucos metros de onde um médico que teve uma moto importada roubada; apesar de baleado, sobreviveu.

Cerca de um mês antes, quatro assaltantes armados com pistolas fizeram a limpa em quem passava pelo túnel Santa Bárbara, sentido Catumbi – com direito a troca de tiros enquanto rolava a ação. E antes disso, os mesmos criminosos roubaram um carro no Leblon, na Zona Sul, fazendo refém o motorista.

No começo de setembro, aproximadamente 10 homens fortemente armados fizeram um muy bem sucedido arrastão no túnel velho, em Copacabana. No mesmo dia, houve outro arrastão em Ipanema, tiroteio rotineiro na favela da Rocinha, o tráfico impediu que bombeiros atuassem em incêndio no Morro do Juramento, e em Campo Grande foram encontrados três corpos – isso porque focamos aqui na narrativa oficial que chegou aos jornais, e dentro de um período curto, de semanas. Menos de 24 horas antes, um prédio luxuoso, num dos pontos residenciais mais caros do Rio de Janeiro – a Av. Delfim Moreira, no Leblon, onde vive o governador Sérgio Cabral – sofreu arrastão, bem como um edifício de classe média na Tijuca.

2 opiniões sobre “NADA DE NOVO NO FRONT

  1. O Rio de Janeiro é a cidade onde a novidade é sempre mais do mesmo, deja-vu do deja-vu. Acho q já li esse texto antes, é a primeira vez que vc o publica ou é mais um deja-vu ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s