DUAS DO GRACILIANO

Desencavando cartas, lá vão trechos de algumas do alagoano, escritas em 1935 [foto: @sergiofonseca]:

Nunca trabalhei assim, provavelmente um espírito me segurava a mão. Vou perguntar à d. Luísa. A letra era minha, embora piorada por causa da pressa, mas é possÌvel que aquilo fosse mesmo feitiçaria. Ou efeito de aguardente. O certo È que não vi espírito nenhum. Ontem, como já disse, o que vi foi o diabo, mas um diabo doméstico, com olhos de gato. Não é possível reduzir mais o sobrenatural.

*** 019

(…) uma proposta de José Olimpio, que se oferece para editar o “Angústia”, ainda não escrito. Edição de três mil exemplares. Acabo de escrever ao Zélins dizendo que o livro só estará terminado lá para o fim do ano.