“Não gostaria de falar de mim, pois admito que já fiz bastante neste livro. Na verdade, escrevê-lo custou-me três meses; concebê-lo, três minutos; reunir os dados nele utilizados, toda a minha vida. A idéia de colocá-lo no papel chegou-me no dia primeiro do último mês de julho; foi uma modalidade alternativa de dissipação.

Posso resumir toda a minha teoria quanto à escrita numa frase: um autor deveria escrever para a juventude de sua geração, para os críticos da próxima e para os professores de todo o sempre.

Portanto, senhores, entendam os drinques mencionados neste livro como tendo sido bebidos em homenagem à Associação de Livreiros.” – F. Scott Fitzgerald, na introdução de “Este lado do Paraíso”.