A Equipe Vulcânica de Aeromodelismo apresenta:

Que Horas São? Telefone Pra Você – Uma Coletânea

Capítulo 1 – How To Raise Adults

Dizer “oi” foi mais constrangedor que ser vista à saída da locadora numa

sexta-feira à noite com um filme do Jabor e uma tangerina na mão mas agora

eu já disse então vamos conversar:

– Tu já leu os clássicos?

– Mas quem disse que são clássicos?!

– Eu nunca fui no Pão de Açúcar.

– Quanto dinheiro é suficiente? Comer, morar, cinema sábado.

– Se eu aguentar firme nesse emprego, eles aumentam meu salário?

– Ela era piranha ou morria mesmo por mim?

– A função do amor é fabricar desconhecimentos… Cummings.

– Cuma? Amor é um comprimidinho de alka seltzer.

– Eu quero que o meu fundo do poço vire uma piscininha Tony.

– E nela você dissolve toda a alka seltzer?

Me encho de coragem, bom dia flor do dia, bom dia cafeteira genial, bom dia

garotos uniformizados do Pedro II a quem só posso dar bom dia mesmo senão

vou pra cadeia, bom dia seu guarda, tava só olhando, bom dia amor fati, ame

o seu destino, mesmo que ele seja um filme da Meg Ryan e uma tangerina na

mão.

Capítulo 2 – Eu Acho Que Falta Provocação (Geração de Bundonas)

Minha cortiça vazia sabe o que eu quero dizer. Fiz picadinho de polaroid, o

maior pecado do Velho de Peruca Prateada foi ter popularizado essa merda de máquina, porque a gente click click click é tão fácil registrar os momentos que a gente nem pensa se eles vão ser queridos por tanto tempo quanto fica o papel da foto sem gastar o colorido.

Você tá de bode ou só não sabe o que vestir pra enfrentar as barricadas? Grandes mudanças a partir de pequenas picuinhas. Eu tenho uma pequena picuinha com as rádios de rock. Olha, a gente tem muito o que fazer! Se eu te contar que sou flamengo, tá tudo acabado entre nós antes mesmo de começar? Deixa eu te fazer uma massagem nos pés. Cheiro de cigarro e sol. Fade out pro campinho de futebol.

Capítulo 3 – Campinho Tecnicolor (O Cinema de Wong Kar wai)

Sentou-se no meio do campinho de futebol e esperou a chuva terminar de cair,

e o céu terminou de cair, e não disse pra ninguém o que achava daquele

momento embaraçoso. E pra mim era assim como se aqueles dois olhos tivessem

se fechado nos meus e me perdi que nem criança no supermercado cheio. Meus

amigos, meus pais, minha irmã… Eu quero um pouquinho de casa e movimento

em volta da piscina. “Que horas são? Telefone pra você”, ele deve enxergar

as coisas através de azul, vamos tomar um sorvete, vamos passear de

pedalinho, votar pra presidente, juntar nossas coleções de CDs e Showbizz (você tem a número 100?), eu acho que dá pra sonhar em tecnicolor lá em casa, hein? A gente podia alugar um filminho. Me explicaram quando eu era pequena que o gostar são feixes que partem de mim pra mim e depois podem bater em alguém e voltar pra mim.

Capítulo final – Simpatia É Quase Amor

Eu vou telefonar, se não for mais de onze da noite ou mesmo 40 anos depois de hoje, o que mais eu posso escrever que você já não tenha lido? Fica estabelecido assim: não te ligo.

Amor fati, ame a vida como se não se lembrasse, como se sempre

soubesse que tudo o que já fez está feito e que “outrora, a minha vida era

um festim” foda-se outrora e, se um raio te atingir e eu não puder segurá-lo

no ar, se ele realmente te atingir, amor fati, era pra ti o raio que te

partiu!